Escreva seu email abaixo para entrar para a nossa lista e receber o link da amostra do primeiro livro da coleção (2 sílabas).

Conheça o Método Fônico de Alfabetização que você irá se surpreender

método fonético de alfabetização

Esse artigo sobre o método fônico de alfabetização já estava escrito antes mesmo da Política Nacional de Alfabetização ter sido lançada a poucos dias atrás, em Março de 2019, através de minuta de Decreto, pelo atual governo federal de Jair Bolsonaro, pela equipe do Ministro da Educação (MEC) Ricardo Vélez.

O método fonético inicia-se da parte para o todo, isto é, começa a entender o código escrito (grafema) para entender os seus sons, para depois ir associando com sílabas, palavras, e então frases.

Como vimos neste artigo, ele faz parte dos métodos sintéticos!


Vários estudiosos também indicam o método inverso para as crianças, o começar do todo para se chegar às partes, os chamados métodos analíticos.

Aqui, em nossa redação, não consideramos um método em detrimento a outro (desde que consigam se conciliar). Acreditamos que todo o tratamento e toda abordagem devem ser complementares a outro. Porém, destacamos o método fonético neste texto como um dos principais pilares da alfabetização de crianças e adultos, pela sua simplicidade e forma de agir, mas não o único e nem de forma isolada.

Conhecer como funcionam as letras e seus sons é um passo importante da alfabetização, e extremamente necessário.

Outro passo é fazer com que a criança entenda que a escrita representa o som da palavra através de um código escrito, pela junção de letras, e não exatamente pelo desenho do objeto em si.

Se perguntar a uma criança, que ainda não começou a ser alfabetizada, como “escrever” uma casa, por exemplo, ela desenharia uma casa, e não a palavra casa. Ou se pedir a ela para desenhar um carro, faria um desenho de carro.

É importante também ter o tempo certo para se empregar um determinado método, o que varia de acordo com a capacidade da criança e seu desenvolvimento. Porém, não precisamos esperar que ela amadureça completamente e se desenvolva adequadamente para se iniciar o processo de alfabetização.

Isso pode ser feito aos poucos e ir criando e mostrando à criança que existem formas abstratas de se representar um objeto, além de seu desenho representacional.

Tirando toda a controversa de lado, vamos abordar neste artigo como o método fonético lida com a alfabetização, onde as crianças aprendem primeiro os sons das letras e, a partir daí, começam a misturar os sons das letras entre si, conseguindo formar palavras completas.

O alfabeto da língua portuguesa possui 26 letras, e com essas letras formamos os fonemas, que se articulam e pronunciam-se as palavras que fazem parte do nosso vocabulário.

O método fonético foi uma estratégia criada para ajudar em paralelo com o método tradicional de alfabetização. Pois com esse método e consciência fonêmica das crianças são despertadas de modo afetivo.

Entretanto, o método acabou se expandindo de forma independente, criando-se seus próprios processos e modelos de se alfabetizar.

O QUE É "MÉTODO FONÉTICO DE ALFABETIZAÇÃO"?

O método fonético de alfabetização ensina o som da primeira letra das palavras. E com a mistura dos sons as crianças conseguem pronunciar o vocábulo completo, sendo assim, elas conseguem ler todas e quaisquer palavras.

Nesse método, em vez do professor apresentar livros para que os alunos leiam de sua maneira, ele ensina primeiro os sons de cada letra e seus fonemas. E somente após essa etapa, é que as crianças aprendem a formar palavras.

Os objetivos do método fonético são:
  • Fazer com que a criança entenda que cada letra tem sons diferentes;
  • Que os sons iniciais das letras se modificam dependendo da junção das letras;
  • Quantas letras precisam ser mudadas em uma palavra para se formar uma nova palavra;
  • As letras que representam cada fonema;
  • Conhecer o som de cada letra, e consequentemente sílabas, para se conseguir ler.
Ao começar aplicar o método fonético, é preciso que tenha na sala de aula materiais de suporte para os professores, como: letras, listas de palavras, fichas, alguns textos que foram desenvolvidos por critérios de semânticas e alfabeto móveis.

Como todos os processos e métodos, não existe apenas uma única regra ou modelo pré-definido. Existem diversas variações, e vamos seguir com uma delas.

ETAPAS DO MÉTODO FONÉTICO DE ALFABETIZAÇÃO

A primeira etapa do método fonético é ensinar as letras através dos sons. Usando-se palavras de seu cotidiano ou por histórias que foram criadas com a intenção de ajudar as crianças a relação que existe entre fonema e grafia, som e letra.

Depois que o professor já identifica que a criança aprendeu a maioria dos fonemas, ele começa a utilizar o alfabeto móvel, ou as letras soltas, e pede para que o aluno tente formar palavras.

Após isso, a criança deve pronunciar os sons de cada letra, uma por vez.

Nessa etapa, o mais importante é instruir o aluno a perceber que o código escrito corresponde a um determinado som e que este som pode ser ligeiramente modificado através de suas combinações.

Conforme o professor for vendo que o aluno está evoluindo, ele começa a inserir alguns vocábulos mais difíceis, que possuem dígrafos, palavras com diferenças entre z e s, etc.

O segredo desse método fonético de alfabetização é sempre revisar com o aluno as combinações que ele já aprendeu, e ir aumentando a capacidade de leitura do aluno aos poucos.

METODOLOGIA DAS ATIVIDADES DO MÉTODO FONÉTICO

O método fonético possui uma metodologia de ensino que fará com que o aluno consiga se alfabetizar (neste caso, conhecer a correspondência das letras com os sons e sua leitura) de forma mais eficiente. A proposta é apresentar aos alunos de 2 a 3 letras novas por semana, obedecendo sempre os critérios de dificuldades necessários.

Veja a seguir:

Primeiro é ensinado ao aluno: AEIOUÃO

Depois que o aluno aprender as vogais, ele vai começar a aprender as consoantes prolongáveis, que são aquelas consoantes que o som pode ser pronunciado de forma fácil, isolada, sem uma vogal, que são:

FJMNVZ

Algumas variações do método também levam em consideração aquelas sílabas que o próprio bebê já começa a pronunciar, como, por exemplo, o uso das consoantes M e P, onde o bebê já cita Mamãe, Papai, Mamá (mamar), Papá (papar).

Depois disso o aluno aprende as consoantes que são irregulares, aquelas que são facilmente pronunciadas na forma isolada (são aquelas consoantes que possuem mais de um som), que são:

LSRX

Após o aluno já ter aprendido também as consoantes que são mais fáceis de serem pronunciadas, o professor começa a ensinar as consoantes que tem  os sons mais difíceis de pronunciar na forma isolada, como:

BCPDTGQ

Logo em seguida, o professor apresenta a consoante H, pois ela é uma exceção, já que não tem nenhum som. E por fim, são apresentadas as letras:

KWY

Depois que o professor apresenta todas as letras com os seus sons regulares, é iniciado o processo de apresentar as correspondências grafofonéticas irregulares, que são:

CH NH LH RR SS GU Q

Para que se possa introduzir os sons irregulares das letras:

C G R S L M X

Ao introduzir a cedilha e todos os encontros consonantais, a criança precisa aprender a sequência do alfabeto.

E, ao mesmo tempo, o professor trabalha a consciência fonológica no aluno.

BENEFÍCIOS DO MÉTODO FONÉTICO DE ALFABETIZAÇÃO

Partindo-se do pressuposto de se alfabetizar pelo conhecimento das partes, das letras, o método fonético trás vários benefícios no processo de alfabetização, pois é totalmente baseado em uma forma de ensinar mais dinamicamente, como:
  • É uma forma inteligente, lúdica e não uma forma mecânica de se ensinar;
  •  Os alunos conseguem ser alfabetizados no período de quatro a seis meses;
  • Conseguem ler com mais facilidade textos mais complexos e variados;
  • Fortalece o raciocínio e também a inteligência verbal do aluno;
  • Diminui os erros ortográficos do aluno;
  • A redação da criança fica mais criativa com melhor coerência e coesão.

CONCLUSÃO

Com o método fonético a criança aprende a ler e escrever, pois conhece o som de cada letra o que faz com que ela se desenvolva e tenha habilidade para identificar o que está escrito.

A criança já começa entendendo que a escrita é uma forma abstrata de representar coisas e expressões e que há uma lógica do som das sílabas com a junção de letras.

Com esse método as aulas podem ficar mais interessantes e dinâmicas, pois os alunos adquirem conhecimentos de forma lúdica, que pode trazer muitos resultados, uma vez que o professor usa diversos meios auxiliares como músicas, frases de historinhas, desenhos, etc.

E MAIS

Independente do método que você utilizar, você pode adquirir o nosso livrinho (nossa coleção) para servir de base e iniciação dos estudos de alfabetização.

Ele foi pensado justamente para servir e auxiliar em praticamente todos os métodos, uma vez que o professor ou os pais podem começar a usar o livro para entender as letras e sílabas, ou começar a contar as historinhas para que a criança entenda o texto e sua representatividade.

Para saber mais sobre o livro, e poder ter uma amostra inicial grátis, CLIQUE AQUI.

Se esse artigo te ajudou de alguma forma, deixe o seu comentário e compartilhe com os seus amigos.

compartilhe este artigo nas redes sociais

Leia mais artigos

E aí? O que achou deste artigo?

Deixe seu comentário, ideias e sugestões aqui.

FACEBOOK COMMENTS

Mais artigos para você

Crianças com dificuldade na leitura

7 ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO INCRÍVEIS QUE O SEU FILHO VAI AMAR FAZER

Educação Infantil: por que é tão importante essa época?

Conheça o Método Fônico de Alfabetização que você irá se surpreender

Qual a Importância da Leitura na Educação Infantil: dicas e sugestões

CONHEÇA QUAIS SÃO OS MÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃO E ESCOLHA A MAIS ADEQUADA PARA O SEU FILHO

Como Ensinar uma Criança a LER! Conheça alguns métodos e brincadeiras.

Faça parte da nossa Lista

Escreva seu email abaixo para entrar para a nossa lista e ainda receber o link da amostra do primeiro livro da coleção (2 sílabas).

seu email estará seguro.

© Copyright 2019 Minha Primeira Leitura
Todos os direitos reservados - Proibida a Reprodução